Exposição – Cores e flores para Tita

19 jul 2016
09:00 às 20:00
Local: Museu de Arte e Cultura Popular UFMT (MACP)

Exposição – Cores e flores para Tita

“O gênero não está entre as pernas, mas sim entre as orelhas”. Com esta e outras delicadas questões sobre a identidade de cada pessoa, a fotógrafa Andréa Magnoni reúne mais de 120 fotografias, em que discute feminilidades, masculinidade e não-binaridade. A maneira trágica como se deu a vida e a morte de um familiar próximo permeou o imaginário da fotógrafa paranaense. Durante anos, a família se referiu ao tio de Andréa como uma lésbica por conta do comportamento masculino com o qual Tita se identificava. Há três anos, a artista se deu conta que seu tio era, na realidade, um homem transgênero.

Também integra o acervo a exposição Solidões Trans e Travestis com 19 fotos, realizadas pelos alunos da oficina Transformando o Olhar, exclusiva para pessoas trans realizada pela fotógrafa e compondo registros sensíveis e delicados sobre a forma como cada artista sente e encara a solidão.
A exposição é o resultado do projeto da foto-ativista Andréa Magnoni, composto por um conjunto de ações que questionam a naturalização das performances binárias, cis e heteronormativas de gênero, usando a fotografia como um convite a informações, gerando arte, debate e visibilidade através das imagens-voz das pessoas trans e travestis.

Curadoria: Andréa Magnani